Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...

por ss, em 03.07.14

tens sono... mas não queres adormecer...quer correr, fugir, gritar, mas faltam-te as forças... sentes que o que fazes errado, não tem sentido nenhum... o que estás a fazer afinal? sentes-te perdida... sozinha...tão sozinha como nunca.... já não há lágrimas... apenas as lembranças de algo que nunca exitiu... que apenas foi imaginação... o mundo avança... mas o eu mundo parou... sem outros mundos... não vale apenaesperar que esse momento chegue...ele nunca virá... e hoje eu yenho essa certeza... o mundo virou-te as costas e não quer saber mais de ti... está na hora de deixares o mundo também...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parabéns Cristiano!!

por ss, em 13.01.14

http://imagens0.publico.pt/imagens.aspx/820490?tp=UH&db=IMAGENS

 

 

"Cristiano Ronaldo já pertencia ao grupo restrito de 43 atletas que têm uma Bola de Ouro. Agora, tornou-se membro de um clube ainda mais exclusivo: o português foi considerado o melhor futebolista do mundo de 2013, votação revelada durante a Gala da FIFA, em Zurique, Suíça, e tornou-se o décimo jogador a vencer o prémio mais do que uma vez." Ver mais. 

 

 

É bom ver que é possível crescer-se com trabalho, dedicação, e com amor!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vai um pezinho de dança?

por ss, em 13.01.14


Sim, já fui feliz a dançar ao som desta canção... 



Autoria e outros dados (tags, etc)

 

"Os panteões são uma forma de revivificar actos heróicos ou percursos de mérito capazes de ligar as pessoas a um destino histórico comum, numa sociedade que não pode viver sem mitos e símbolos. Mas os heróis de Santa Engrácia e de outros panteões, de facto, são sempre produto do seu tempo e das suas circunstâncias. “Estas dez personalidades que estão em Santa Engrácia não falarão a todos da mesma maneira, estão longe de serem consensuais. É sempre discutível quem deve ir para um panteão nacional”, conclui Maria João Neto. “A própria ideia de entronizar heróis é discutível. Poucas coisas na história não são.”

 

Ler artigo completo aqui: http://www.publico.pt/cultura/noticia/a-igreja-que-foi-fabrica-de-sapatos-e-uma-casa-de-herois-ainda-pouco-amada-1619307#/1

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Skinny love

por ss, em 10.01.14


e fazes-me lembrar o que não fomos

Autoria e outros dados (tags, etc)


P.S.3:.

por ss, em 08.01.14

Sim, voltei a reler o texto e senti vontade de fazer novas correcções (uma vírgula a mais aqui, uma a menos a li, etc, etc...), mas por agora vou deixá-lo assim, afinal, tornar-me perfeccionista não é, de todo, uma das minhas prioridades. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu sei que nunca dei verdadeira importância a este blog tratando-o como um verdadeiro blog. Na verdade, vejo-o mais como uma espécie de diário, onde de vez em quando escrevo uns desabafos desorientados. No entanto, estamos no início de um novo ano, e, senti necessidade de alterar algumas coisas na minha vida. Bem, o blog parece estar entre o rol das coisas que quero mudar. Talvez sinta uma necessidade de escrever mais, e de, de certa forma, participar activamente no mundo da blogosfera. Talvez. Ou então, é apenas a tendência natural dos primeiros dias do ano que me fazem acreditar que este ano vai ser diferente, e que essa diferença tem de iniciar-se por algum lado. Pois, e inicia-se, passado oito dias (sim, eu sou preguiçosa), através das alterações feitas a este espaço. Desde logo, dando-lhe uma nova imagem e apresentando-o com um rosto renovado (pois que a beleza exterior não é tudo, certamente, mas também é importante), e depois, através da publicação deste post, que duvido que alguém se dê ao trabalho de ler! 

De qualquer forma, e ainda que perceba a inutilidade das minhas palavras para o mundo em geral, é, neste momento, útil para mim, fazer uso do teclado do computador para escrever qualquer coisa que não seja no facebook. Nem que mais não seja, para exercitar a minha escrita ultimamente esquecida e mal tratada. 

Fica o registo, numa noite em que o sono me fugiu, e em que os pensamentos andam por caminhos sem retorno. 

 

P.S:. Este texto foi alvo de posterior edição, quando, ao relê-lo me apercebi de algumas gralhas e incorrecções. 

P.S.1:. perante essas incorrecções, o primeiro pensamento que me ocorreu foi o de deixar o post permanecer na sua versão original, por me parecer mais real e genuíno. Porém, se quero mudar alguma coisa, e se tenho pretensões de me tornar mais activa na blogosfera, pareceu-me adequado tornar-me mais rigorosa, daí a edição.

P.S.2:. Com tudo isto, pareço estar a contradizer-me, uma vez que estas explicitações não seriam necessárias se acreditasse sinceramente que nenhuma alma se dará ao trabalho de ler estas palavras. Pois! Mas, a esperança é a última a morrer, e eu tenho esperança!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parágrafo _ Reflexões

por ss, em 07.01.14

Das coisas que mais me deixa triste na vida:

- sentir que já fiz parte de uma outra vida, e que agora, já nem as lembranças evitam as lágrimas, conhecedoras desta ausência que se tornou mais dilacerante que um simples vazio. 

Sim, é das realidades que mais me magoa e fragiliza, saber que já não sou nada, nem sequer um vírgula - quando um dia almejei ser um ponto de interrogação ou um ponto final. 

Mas (e como em quase tudo, há sempre um mas), se eu já me tornei indiferente, ( e como é odiável sentirmos que somos indiferentes), a indiferença ainda não reside em mim, pois, eu não consigo olhar-te e não considerar-te importante, porque o foste, e porque ainda os és, e porque sei que o serás, por mais voltas que esta vida dê.  E agora, posso parecer demasiado dramática, roçando talvez, os patamares da obsessividade, e as minhas palavras podem soar a crenças infundadas de uma apaixonada enloquecida. Não importa, pois só eu sei que tudo isto que escrevo é uma verdade incontestável.

Para mim, serás sempre o início de um parágrafo. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lembro-me, quando a nossa Grande Amália faleceu, e ao acompanhar as notícias que relatavam a sua vida, de pensar como é que é possível existirem pessoas com esta capacidade impressionante de tocar milhares de seres humanos. Desejei eu, na minha inocência dos oito anos, também um dia ter essa capacidade! Jamais a terei. Porque essa característica é de poucos, muito poucos!

Hoje, mais de uma década depois, o fenómeno repete-se! Mais um ser humano capaz de mobilizar uma multidão que chora a sua partida. Só pessoas extraordinárias conseguem este feito. A pergunta mantém-se: como é que é possível? 

Precisamos, cada vez mais, de ter destes seres maravilhosos que nos façam acreditar que é possível sermos melhores, que nos façam ver que os sonhos se realizam com muito trabalho, esforço e dedicação. 

 

Resta um Obrigada! Um obrigada por nos fazerem sonhar, e por nos fazerem repensar as nossas más atitudes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por ss, em 13.12.13

sentes que tudo o que desejas se afasta cada vez mais de ti... já não és importante...se calhar nunca o foste!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D