Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Talvez um dia...

por ss, em 07.12.11

Às vezes, acho que chego a perceber a razão que te fez desistir de tudo, e abandonar este mundo. Embora me custe muito aceitar esse teu acto, eu percebo-te, e sei o quanto é difícil viver neste espaço sentindo que estamos completamente sós. Não é fácil. Parece que todos têm razões para sorrir menos nós, parece que a felicidade bate a todas as portas menos à nossa. E perante esta sensação, sentimos uma revolta a crescer ferozmente dentro de nós, apetece-nos fechar em casa, não ver ninguém, não deixar que ninguém nos olhe. Afinal, às vezes parece tão díficil enfrentar o mundo. Eu diria que somos fracos por pensarmos assim. Mas, é difícil deixarmos de ser como somos, é difícil simplesmente ignorar um passado que não temos. Um passado que nos magoa, por o sabermos tão vazio.

 

E é de amor que falo...ou melhor, da falta dele...

 

E o amor parece invadir o ar, mas não me chega a tocar... os outros respiram-no e é por isso que são felizes...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D