Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Mais nada?

por ss, em 12.01.12

As propinas no ensino superior vão aumentar no próximo ano lectivo, para 1036€! Isto começa mesmo a tornar-se insustentável!

Não gosto de ser pessimista, porque acho que isso não nos leva a lado nenhum, e além disso, não nos ajuda a resolver os problemas.

Mas, a verdade é que chega a um ponto, em que parece impossível suportar tantos aumentos.

Não é fácil! Ainda para mais, sabendo nós, estudantes, que depois de terminarmos a licenciatura não temos um trabalho garantido. Ou seja, depois de três ou quatro anos a estudar, e a gastar imenso dinheiro, porque estudar no ensino superior fica muito dispendioso, não temos certezas nenhumas de que vamos ser recompensados posteriormente.

Chego mesmo a questionar-me se realmente valerá a pena? Se o melhor não teria sido ter-me ficado pelo 12º ano!

Certamente que não! Mas, as dúvidas surgem muito frequentemente em alturas como esta, em que as incertezas quanto ao nosso futuro depois da licenciatura são imensas, e assustadoras.

Soma-se a isto o facto de,hoje em dia, a licenciatura já não ter o valor que tinha no mercado de trabalho. E, por isso, tirar mestrado, mais do que uma opção, torna-se quase uma obrigação. E o problema é inevitável, se para muitos de nós tirar a licenciatura já é algo que exige muito sangue, suor e lágrimas, o mestrado é uma missão quase impossível. Mas, é-o, não por falta de capacidades intelectuais, mas sim por falta de capacidades financeiras e económicas. Posto isto, quem tem dinheiro segue em frente. Quem não tem fica para trás!

E depois, ainda dizem que vivemos numa sociedade em que as condições económicas em que nascemos não nos condicionam no futuro! Condicionam e não é pouco. Quem nasce num berço de madeira, parte muito mais atrás do que aqueles que tiveram chupetas de ouro.

Agora, acredito que é possível, com muito mais esforço, força de vontade, e mais trabalho, alcançar quem parte em vantagem.

Mas não posso deixar de constatar, que a igualdade ainda é um princípio formal, que não se verifica na prática!

 

 

" Sou da geração sem remuneração
e não me incomoda esta condição.
Que parva que eu sou!
Porque isto está mal e vai continuar,
já é uma sorte eu poder estagiar.
Que parva que eu sou!
E fico a pensar,
que mundo tão parvo
onde para ser escravo é preciso estudar."



 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D